Centro Cultural Portugues

Gruta de Camões em Macau

Canto I. Est. X;

Autor da obra: Antonio Fernandez.

Coleção: Centro Cultural Português de Santos.

Data: 1913.

Técnica: Óleo sobre tela.

Dimensão: 2,59 metros de diâmetro;

Gruta de Camões em Macau

 

Vereis amor da pátria, não movido

De prémio vil, mas alto e quási eterno;

Que não é prémio vil ser conhecido

Por um pregão do ninho meu paterno.

Ouvi: vereis o nome engrandecido

Daqueles de quem sois senhor superno,

E julgareis qual é mais excelente,

Se ser do mundo Rei, se de tal gente.


Trecho extraído da obra «Os Lusíadas» de Luís de Camões. A imagem aqui reproduzida pelo pintor espanhol Antonio Fernandez foi originalmente publicada na edição de luxo de 1880 pertencente ao acervo do Centro Cultural Português, executadas na técnica de gravura, com a concepção artística de Giesecke & Devrient, impresso pelo Instituto Tipográfico de Leipzig, na Alemanha.